oilwatchlogo
 
Inicio   |   Contactar   |   Buscador
Suscríbete al RSS feed o a nuestra lista de correo
 
ECUADOR - IMPORTANTE! Campanha Yasuni 2008 Imprimir E-mail
Sábado, 05 de Enero de 2008 23:54
 
 
Prezados(as),
   
  
  
  

 

     

Recentemente a Petrobrás obteve nova licença para reiniciar suas atividades para exploração de petróleo no Parque Nacional Yasuni, no Equador, uma das áreas protegidas mais megadiversas do mundo e também território do povo indígena Huaorani.

     

 

     

A licença foi concedida apesar do compromisso público do governo equatoriano em manter o petróleo represado nesta zona, dos protestos dos Huaorani contra a exploração de petróleo em seu território, das denúncias sobre as irregularidades na licença dada a Petrobrás para operar no Bloco 18 e dos protestos das organizações brasileiras que vêm denunciando a adoção de um duplo padrão de atuação por parte da empresa, impedida, pela legislação brasileira, de explorar petróeo em territórios indígenas e Parques Nacionais no seu país.

     

 

     

Em apoio aos movimentos equatorianos e reafirmando a posição de que as ações internacionais dos Estados e das empresas devem ter como referência as leis, normas e regras do país que apresente padrões mais exigentes no que tange a garantia da preservação ambiental, dos direitos e da sustentabilidade das práticas sociais nos territórios, entidades da RBJA e do Gt Integração formularam uma carta endereçada a Petrobrás protestando contra a concessão dessa licença e reivindicando que o governo cumpra seu papel internacionalmente assumido de garantir a preservação da Amazônia e a sobrevivência cultural de seus povos indígenas. 

     

 

     

Solicitamos às entidades da sociedade civil e aos demais coletivos e cidadãos compromissados com a construção de uma integração latinoamericana que considere os direitos territoriais, culturais, econômicos e sociais de todos os povos de nosso continente que apóiem essa iniciativa enviando sua adesãoaté dia 14/01, para    Esta dirección electrónica esta protegida contra spam bots. Necesita activar JavaScript para visualizarla e Esta dirección electrónica esta protegida contra spam bots. Necesita activar JavaScript para visualizarla

     

 

     

 

     

Secretaria da Rede Brasileira de Justiça Ambiental (RBJA)

     

Rede Brasil